Agilidade e Linux, dois caminhos que se encontram

O Linux é, hoje, o sistema operacional dominante graças à difusão do Android nos celulares, por ser a base da grande maioria das aplicações em nuvem, por ser parte de tudo o que é tecnologia de ponta (e aí incluímos a inteligência artificial, ciência de dados, internet das coisas, vôos espaciais, carros autônomos) e por rodar nos maiores supercomputadores do mundo.

Quando se fala em desenvolvimento ágil, o Linux é também o berço e residência das ferramentas que compõem o cinto de utilidades de um profissional DevOps, aquele que não se limita a um ou poucos aspectos determinados do desenvolvimento de um sistema, mas que abarca todos os talentos necessários de um profissional completo, multidisciplinar.

Mas o casamento do Linux e da Agilidade é de antes desses termos serem cunhados. Ele vem da filosofia do Unix, o sistema que inspirou o Linux e que apregoava componentes simples, comunicantes entre si e extremamente úteis para o usuário final. Com o Unix nós já éramos ágeis e não sabíamos.

Comentários

Patrocínio

Apoio